Cannabis medicinal tem eficiência no tratamento de dor crônica

blog-image

O uso de plantas para o tratamento de doenças é milenar, o que não é diferente com a cannabis sativa, a maconha. Os primeiros registros de seu uso medicinal são datados antes de Cristo, mas o fato de ser considerada substância ilícita até este mês dificultou os avanços e estudos científicos da planta. Apesar do Brasil ter votado contra, no último dia 02 de dezembro, depois de 60 anos, a Organização das Nações Unidas (ONU) retirou a maconha da lista de drogas mais perigosas, reconhecendo seus efeitos terapêuticos e trazendo novas possibilidades de pesquisas nessa área.
leia mais






Uso excessivo de celular pode causar dor na coluna

blog-image

Além dos efeitos causados na estética, os problemas e dores na coluna associados ao uso excessivo de dispositivos móveis já são considerados uma epidemia global, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). Enquanto a média mundial de dor crônica atinge 35% das pessoas, no Brasil os dados são mais preocupantes, já que esse número cresceu para 37%.
leia mais


Prática de Pilates é um excelente aliado na prevenção e no tratamento de dor lombar

blog-image

A dor lombar é uma das principais causas de incapacidade em todo o mundo, sendo que 80% das pessoas terão dores nas costas em algum momento. Na maioria dos casos ela apresenta-se de forma aguda, desaparecendo em alguns dias. Quando persiste por mais de três meses, torna-se crônica. Cerca de 90% das dores lombares são inespecíficas, ou seja, não apresentam nenhuma doença ou alteração estrutural na coluna relacionada a ela. Pesquisas recentes mostram que a dor lombar está muito relacionada com estresse, ansiedade e depressão, sobrepeso, sedentarismo, insônia, entre outros.
leia mais


Mulheres são as que mais sofrem com a dor pélvica crônica

blog-image

Apesar de não ser tão conhecida, a dor pélvica crônica (DPC) chega a atingir cerca de 16% da população feminina, afetando principalmente mulheres na idade reprodutiva e está associada à disfunções físicas, emocionais, comportamentais e sexuais. A dor, sintoma mais frequente, muitas vezes, possui caráter constante e pode piorar no período pré-menstrual e menstrual.
leia mais