Cannabis medicinal tem eficiência no tratamento de dor crônica

blog-image

O uso de plantas para o tratamento de doenças é milenar, o que não é diferente com a cannabis sativa, a maconha. Os primeiros registros de seu uso medicinal são datados antes de Cristo, mas o fato de ser considerada substância ilícita até este mês dificultou os avanços e estudos científicos da planta. Apesar do Brasil ter votado contra, no último dia 02 de dezembro, depois de 60 anos, a Organização das Nações Unidas (ONU) retirou a maconha da lista de drogas mais perigosas, reconhecendo seus efeitos terapêuticos e trazendo novas possibilidades de pesquisas nessa área.
leia mais


Grupo de Neuromodulação da CTD realiza bloqueio de articulação sacroilíaca guiado por fluoroscopia

blog-image

O grupo de Neuromodulação da CTD composto por Dr. Durval Kraychte; Dr. Victor Baraúna; Dr. Vinicius Calumby e Dr. Marcos Vinicius Couto, criado recentemente, vem avançado cada vez mais no conhecimento de técnicas complementares que sejam validadas pela literatura médica e que promovam conforto e aumentem o grau de satisfação do paciente. O grupo vem se dedicando cada vez mais no aperfeiçoamento das técnicas de bloqueios guiadas por ultrassonografia e fluoroscopia, investindo em cursos no Brasil e no exterior, promovendo, a cada dia, métodos seguros e eficazes no tratamento da dor aguda e crônica. Se você tem dor, não hesite e pedir ajuda de nossos profissionais.
leia mais


Meditação e exercícios podem auxiliar o sistema imunológico

blog-image

Entre os muitos benefícios do Naam Yoga está seu impacto no cérebro, nervos e no sistema endócrino. Através de um trabalho profundo de respiração a prática pode fortalecer os pulmões, o sistema imunológico * e elevar os níveis baixos de serotonina que tiveram origem pelo estresse, falta de sono e exercício, má nutrição e deficiência de luz do sol.
leia mais






Dia Mundial do Rim. Como está a saúde dos seus rins?

blog-image

A doença renal crônica é uma perda progressiva e irreversível da função renal. Hoje é considerada uma epidemia e um problema de saúde pública, em que o número de portadores só aumenta. As causas mais comuns de doenças renais são a hipertensão arterial sistêmica (pressão alta) e o diabetes mellitus. Mas também há por cálculos renais, infecções urinárias de repetição, uso abusivo de antiinflamatórios, entre outros.
leia mais