Cannabis medicinal tem eficiência no tratamento de dor crônica

blog-image

O uso de plantas para o tratamento de doenças é milenar, o que não é diferente com a cannabis sativa, a maconha. Os primeiros registros de seu uso medicinal são datados antes de Cristo, mas o fato de ser considerada substância ilícita até este mês dificultou os avanços e estudos científicos da planta. Apesar do Brasil ter votado contra, no último dia 02 de dezembro, depois de 60 anos, a Organização das Nações Unidas (ONU) retirou a maconha da lista de drogas mais perigosas, reconhecendo seus efeitos terapêuticos e trazendo novas possibilidades de pesquisas nessa área.
leia mais